PM arranca o som dos grevistas da Copel

Em greve desde a manhã desta quinta-feira, funcionários da Companhia Paranaense de Energia (Copel) concentram-se na frente da sede da empresa para protestar e apresentar suas reivindicações à direção da companhia e à sociedade. No entanto, por volta das 10h desta quinta-feira, a Polícia Militar do Paraná, que foi acionada pelo próprio sindicato dos trabalhadores para acompanhar o movimento e prevenir confrontos e abusos, tomou os equipamentos sonoros utilizados pelos manifestantes. Os policiais que acompanhavam o protesto aproveitaram um momento em que nenhuma equipe de televisão estava filmando a ação e tomaram dos grevistas os megafones e as caixas de som utilizadas no protesto, deixando os manifestantes sem nenhuma estrutura sonora para expor suas reivindicações. Valentes, os grevistas seguem na rua, na voz e no apito.

Paralisação de advertência

Segundo o coletivo de 15 sindicatos que representam os funcionários da Copel, a paralisação de hoje, a primeira nos últimos 23 anos, é uma paralisação de advertência contra a proposta de reajuste apresentada pela empresa. A estatal quer pagar apenas o reajuste da inflação nos últimos 12 meses, de 5,58%, enquanto os funcionários pedem 8,5% de aumento.

Fonte: Vanguarda Política

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s