Impacta no Paraguai nova versão de cruel desalojamento de camponeses

Assunção 6 out (Prensa Latina) Uma investigação independente, dirigida por um jurista espanhol, mostrou nesta semana no Paraguai uma inédita visão do cruento desalojamento de lavradores, efetuado em junho passado em Curuguaty.

O incidente na localidade do departamento de Canindeyú emocionou o país pelo saldo de 11 camponeses e seis policiais mortos, e foi utilizado então para desenvolver um expedito julgamento político ao presidente constitucional, Fernando Lugo, quem culminou com sua destituição.

Quase três meses e meio depois, o grupo investigador, apoiado em uma grande quantidade de vídeos, fotos, declarações de testemunhas e outras provas, divulgou um relatório que aponta à provocação da tragédia por elementos não identificados e provavelmente com interesse político.

De acordo com suas conclusões, franco-atiradores equipados com armas automáticas, convenientemente situados em lugares-chave, deram início ao tiroteio com a expressiva resposta a mais de 300 policiais levados ao lugar para desalojar 60 camponeses sem terra ocupantes de um terreno.

Essas armas nunca foram ocupadas nem localizados os franco-atiradores, os camponeses mal contavam com algumas escopetas de caça e só puderam realizar alguns disparos ante o fogo indiscriminado da força pública, agregou o documento.

As declarações obtidas mencionaram a eliminação de camponeses não combatentes, a negação de auxílio a camponeses feridos, a detenção e maltrato de menores e a falta de uma investigação correta dos fatos, pontuou.

A publicação de ditas conclusões, rapidamente recusadas pelo Governo que diz ter havido uma emboscada dos camponeses à polícia, levou o tema novamente a primeiros planos da atualidade nacional e permitiu a Lugo assinalar a existência de uma mão oculta por trás dos fatos.

O debate, que evidentemente se estenderá pelas próximas semanas, foi motivo de uma solicitação à promotoria para não fechar as averiguações sobre o caso, precisamente na véspera do possível início de um julgamento oral que as culmine.

Fonte: Prensa Latina

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s