Jornalista líbia Halla El Mesrati foi libertada

Fonte: SOA-Brasil

“a imprensa ocidental é cúmplice nesta guerra de ocupação. A mídia ocidental jogou um papel decisivo, manipulando e mentindo o tempo todo, para tentar justificar esta guerra de ocupação que teve dois objetivos principais: assassinar o líder Muamar Kadafi e roubar petróleo do povo líbio”.

**********

A famosa jornalista líbia Halla El Mesrati foi libertada e concedeu entrevista de um local seguro, possivelmente em outro país. A entrevista foi publicada por jornais italianos e franceses. Até a semana passada ela era tida como morta.

Halla El Mesrati ficou famosa internacionalmente quando se recusou a deixar a TV estatal líbia durante o avanço dos mercenários a serviço da Otan. Ela sacou um revólver durante o programa e disse que resistiria ao avanço dos traidores da Líbia.

Após os covardes e terroristas bombardeios da Otan e da ONU na Líbia, destituindo um governo legítimo e martirizando um líder mundial, Muamar Kadafi, a jornalista líbia pagou caro por sua coragem e patriotismo. Segundo o vídeo filmado em 30 de dezembro de 2011, ela aparecia muito cansada, traumatizada e grávida, após sofrer torturas e ter sido estuprada 17 vezes, passando por 20 prisões diferentes.

Na entrevista reproduzida por Amnotyours ela falou sobre sua tragédia pessoal e a ocupação da Líbia por tropas estrangeiras, apoiadas por traidores.

“Na verdade, a Líbia foi vencida, por enquanto, por traidores da Jamahirya Líbia (poder popular). A ONU e Otan forneceram os instrumentos, armas e dinheiro, mas foram os traidores líbios que destruíram o país com sua traição e covardia”.

Sobre a atualidade, ela conta que a Líbia está se transformando em um país racista:

“Para agradar aos imperialistas e sionistas, que financiaram grande parte da guerra de agressão à Líbia, o novo governo está incentivando o racismo, porque os negros são na totalidade apoiadores do mártir Muamar Kadafi. Uma elite de líbios brancos, provenientes de Benghazi, está promovendo uma guerra étnica sob o silêncio criminoso das Nações Unidas. Diversas prisões estão lotadas com negros, que são presos, espancados e torturados apenas pelo fato de serem negros”.

Tragédia humanitária – Ela contou que diversas cidades líbias estão sem água.

“No passado as cidades recebiam água do Grande Rio Verde, que transporta água dos lençóis subterrâneos do rio Nilo por toda a Líbia, mas as estações de bombeamento foram destruídas pelos ataques da Otan, e não se fala em reconstrução. Diversas cidades não tem mais energia elétrica.”

Ela disse que teve diversas oportunidades para fugir do país durante a guerra, mas se recusou porque desejava lutar e defender o seu povo. Para ela,

“a imprensa ocidental é cúmplice nesta guerra de ocupação. A mídia ocidental jogou um papel decisivo, manipulando e mentindo o tempo todo, para tentar justificar esta guerra de ocupação que teve dois objetivos principais: assassinar o líder Muamar Kadafi e roubar petróleo do povo líbio”.

Analisando o desenrolar da guerra, Hala Misrati afirmou que grande parte do exército líbio não combateu para defender as cidades diante do avanço dos rebeldes.

“A traição era moeda corrente e estava em todas as partes porque o poder financeiro dos inimigos é muito grande. Muitos são traidores da Pátria e empurraram os rebeldes para entrar em guerra com a falsa ameaça de que caso contrário, o exército líbio poderia massacrá-los. Atualmente, em Tripoli, há mais de 100 batalhões de rebeldes armados enquanto o exército da Jamahiriya tinha apenas 23 batalhões! A ONU e a Otan despejaram armas no país de forma irresponsável e criminosa.”

Finalizando sua entrevista, Hala Misrati pergunta:

“Isto é liberdade? Para isso os traidores e mercenários apoiaram a ocupação estrangeira da Jamahiriya Líbia? Este é o resultado do poder de Barack Obama, Sarkozy e outros presidentes ocidentais e monarcas árabes fantoches do sionismo? Liberdade é poder pichar muros? Liberdade é divulgar pela imprensa mentiras e insultos o tempo todo? Liberdade é espalhar a discórdia entre irmãos enquanto as riquezas naturais do país foram entregues a estrangeiros? Isso não é liberdade. Isto é dominação. O povo líbio deixou de ser livre, passou a ser escravo do atraso religioso e das potências ocidentais. Isto é retrocesso. Vamos levar 50 anos para nos libertar dos imperialistas e sionistas que passaram a nos dominar. Mas faremos isso porque o legado de resistir, lutar e vencer, foi a melhor herança que poderia nos deixar o mártir Muamar Kadafi”.

http://am-not-yours.blogspot.com/2012/03/halla-el-mesrati-e-finalmente-libera.html

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s