Vergonha paranaense: polícia acaba com o carnaval no Largo da Ordem em Curitiba

Foi uma festa alegre, bonita, descontraída, como todo carnaval, até a polícia vir e começar o quebra-quebra.

Não dá para dizer que se trata de ‘despreparo’ da polícia. Parece que a ação deve propósito deliberado: acabar com a festa. De qualquer forma, é um resumo da intolerância política (e consequentemente cultural e social) vigente no Paraná.

Isso foi exemplo da ‘democracia’ paranaense: um cacete igualitário em todo mundo, indiscriminadamente. A polícia, sob a ordens do governador Beto Richa, atacou o povo que se divertia, com balas de borracha, bombas de gás e muita cacetada. Ainda que algum tumulto ou desordem possa ter ocorrido ao longo da festa, provocando a intervenção policial, ainda assim é injustificável que a força fosse exercida de forma desmedida e indiscrimiada, atingindo a todos, com extrema violência.

Os fanáticos nazistas aplaudiram de camarote! Uma bela festa popular foi mostrada à população como um antro de desordem pela mídia, que só serve de anteparo às ações dos políticos que hoje governam e mandam no Paraná e, especialmente, nesse caso, na polícia.

Que vergonha, Paraná!

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s