A partir de amanha na BAND – “REALIDADE CUBANA” (Mentiras sobre Cuba)

Não percam: Mentiras da mídia imperialista contra Cuba.

http://www.band.com.br/tv/noticias.asp?id=100000484188

Qual "realidade" o jornal da Band quer mostrar? Fácil. A Band vai mostrar a realidade que ela quer mostrar. O próprio anúncio do programa já contém distorções graves para um documentário que se pretendesse minimamente sério.

A começar pelo su-btitulo "Os contrastes da ilha fechada para o mundo".

Todos devem saber que é o mundo que se fecha contra Cuba, sob as "ordens do império", num criminoso embargo comercial, de cunho ideológico. O império capitalista sempre tentou destruir ou sufocar a experiência socialista. São inúmeros os atentados contra a ilha.

As dificuldades sofridas pela população são maior parte decorrentes da intolerância mundial, que quer obrigar os cubanos a abrir mão da própria soberania e independência.

Então, não é verdade quando a Band assume que as dificuldades sofridas pela população da ilha são causadas pelo ‘regime dos irmãos Castro’. Isso é de uma leviandade tremenda. O que faz a Band é desconhecer e ignorar uma forma de governo legítima, porque referendada de forma indiscutível pela população. Essa é a maior mentira flagrante.

Nossa imprensa repete à exaustão uma versão fantasiosa, ou seja, mentirosa, a respeito do que alegam ser a realidade de Cuba.

Não é verdade. A realidade de Cuba não é essa.

Cuba é uma democracia, onde sua população é tratada com dignidade e exerce seu papel político, através das inúmeras organizações existentes no país (associações, sindicatos, parlamento, comissões, etc). Os irmãos Castro não são ditadores. Fidel não exerce qualquer mandato. Raul representa o governo, referendado pelo parlamento, eleito pelo povo.

Não existem em Cuba imensos e violentos protestos como existem em qualquer das auto-entituladas ‘democracias’, que volta e meia dão evidentes demonstrações de seu caráter ditatorial (vide Pinheirinho…)

A ausência de protestos anti-governamentais em Cuba é tão grande que os ‘blogueiros’, ‘opositores’ ou ‘dissidentes’, pessoas de conhecidas relaçõe$ com o vizinho imperialista, precisam, volta e meia, inventar algum ‘fato’ para repercutir internacionalmente, como o recente ‘dissidente’ que morreu de ‘greve de fome’, que não era dissidente e nem morreu de greve de fome.

O alinhamento da grande mídia comercial brasileira com as táticas de guerra-fria do Grande Irmão do Norte já chegam a ser surreais. Mas a mentira repetida faz seus efeitos. Esse tipo de manipulação não deveria ser permitido. Os veículos de comunicação nacionais devem ter o mínimo de responsabilidade ao tratar algum assunto diante da opinião pública. A manipulação e a distorção são claros e explícitos. A Band não faz um programa honesto. Pretende ludibriar a opinião pública, colaborando com uma tática internacional de desconstrução do país, segundo propósitos ideológicos pró-capitalistas. O programa da Band não é outra coisa que uma peça de propaganda ideológica pró-capitalista, utilizando concessão pública de televisão, para falsear aspectos da realidade de uma nação. É o tipo de programa que não poderia ser permitido, pois é um atentado à objetividade histórica e jornalística.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s