A democracia no Paraná: o pau sobrou pra todo mundo no Largo da Ordem!

Essa é a versão paranaense da política truculenta dos tucanos.

Sob o pretexto de combater os ânimos exaltados, a polícia distribuiu porrada indiscriminadamente para acabar com a festa popular no Largo da Ordem, ontem (05/02), em Curitiba.

Foi abuso claro. No mínimo, seria um despreparo tremendo, não fosse política deliberada.

Querem acostumar o ‘povo’ com a realidade: o pau sobra pra todo mundo, com todo o arsenal possível: porrete, bomba, gás lacrimogêneo, bala de borracha, etc, etc, etc. Não interessa se tem tudo ou nada a ver com a confusão. O pau é igualitário!

A direita fascista detesta aglomeração popular, muito menos libertária. Essa foi a expressão de uma certa elite reacionária, conservadora, que alimenta a intolerância fermentada em fanatismo religioso, extremismo político, ideologias obscuras anti-populares (nazistas, fascistas), entre outros guetos medievais, e que exerce o poder político do Estado, e logo, ordena a polícia.

Não dá pra falar dos PMs. Eles são condicionados a isso. Deve-se questionar quem dá as ordens. Não é dessa forma (dando porrada em todo mundo) que se mantém a tranquilidade num evento popular.

Em resumo, quem não tinha nada a ver com qualquer confusão, pagou o pato. Foi um exemplo de democracia, à moda tucana: pau em todo mundo!

Quer se divertir no Carnaval? Pague um clube ou vá ao shopping!

Isso é Curitiba?

Esperamos todos que não!

Segue abaixo a nota de repúdio da Executiva Estadual do PT Paraná à selvageria ocorrida no dia ontem.

http://www.pt-pr.org.br/noticias/13/9585/nota-de-repudio-do-ptpr-contra-acao-da-policia-em-curitiba

Nota de Repúdio do PT/PR contra ação da polícia em Curitiba

A Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores do Paraná repudia
veementemente os atos de violência praticados pela Polícia Militar e
Civil na noite de ontem ao final da apresentação do bloco
pré-carnavalesco Garibaldis e Sacis, no Largo da Ordem, em Curitiba.

O partido considera injustificável a truculência e intolerância da
ação policial, que resultou em dezenas de pessoas feridas, inclusive
crianças e mulheres. O modelo de segurança almejado pela população
curitibana está em completo desacordo com a ação colocada em prática
ontem.

A Executiva defende que providências sejam tomadas pelo Governo do
Estado no sentido de investigar e punir os responsáveis pelas cenas de
barbárie que tomaram conta do Largo da Ordem.

Curitiba, 6 de fevereiro de 2012.

Executiva Estadual do PT Paraná

Thiago Douglas Moreira
Secretário de @CulturaPTPR

"Sem forma revolucionária não há arte revolucionária" Maiakóvski

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s