Unicef confirma que Cuba é o único país sem desnutrição infantil. Para 2015 eliminarão a pobreza.

GAMBA.CL

No último informe do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) entitulado "Progresso para a Infância um Balanço sobre a Nutrição", determinou que atualmente no mundo existem 146 milhões de menores de cinco anos com problemas graves de desnutrição infantil. De acordo com o documento, 28% destas crianças são da África, 17% do Oriente Médio, 15% da Ásia, 7% da América Latina e Caribe, 5% da Europa Central, e 27% de outros países em desenvolvimento.

Cuba sem embargo não tem esses problemas, sendo o único país da América Latina e Caribe que eliminou a desnutrição infantil, tudo isso graças aos esforço do governo para melhorar a alimentação, especialmente daqueles grupos mais vulneráveis. Ademais, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) também reconheceu Cuba como a nação com mais avanços na América Latina na luta contra a desnutrição.

Isto se deve a que o estado cubano garante uma cesta básica alimentícia e promove os benefícios do aleitamento materno, mantendo até os quatro meses de vida o aleitamento exclusivo e complementando-a com outros alimentos até os seis meses de idade. Ademais, se faz a entrega diária de um litro de leite líquido a todas as crianças de zero a sete anos de idade. Junto com outros alimentos como compotas, sucos e mantimentos os quais se distribuem de maneira equitativa.

Não por nada a própria Organização das Nações Unidas (ONU), situa o país na vanguarda do cumprimento da matéria de desenvolvimento humano. E se for pouco para o ano de 2015, Cuba tem entre seus objetivos eliminar a pobreza e garantir a sustentabilidade ambiental.

E tudo isso apesar dos 50 anos de embargo, bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos…

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

12 respostas a Unicef confirma que Cuba é o único país sem desnutrição infantil. Para 2015 eliminarão a pobreza.

  1. Sem injustiça o capitalismo não sobrevive.

  2. ricardo del carmen diz:

    è uma amostra de que quando o estado assume seriamene seu papel de garantir os direitos sociais dos empobreciso , es possivel avançaar, ainda num pequeno pais cuba, que sufr o embargo comercial dos estados unidos

  3. Descubra diz:

    Amostra de propaganda enganosa. No título deveriam dizer: “da américa latina e caribe”. E mais: como vai ser o combate à pobreza? Propaganda enganosa igual é no Brasil? Dar bolsas de 60 reais? Construir 6 classes sociais para ter mais gente na classe média? Enquanto não acabar a corrupção na Cuba, não vai mudar nada. Fidel castro é multi milionário e tem dólares.

    Foi dos links a seguir que pegaram as informações. Vejam em alguns país capitalistas e com baixissima corrupção:
    http://www.unicef.org/infobycountry/norway_statistics.html
    http://www.unicef.org/infobycountry/canada_statistics.html

    E agora vejam Cuba:
    http://www.unicef.org/infobycountry/cuba_statistics.html

    • Da América Latina e do Caribe, ótimo! Dos melhores índices do mundo! Com embargo e tudo! Não sendo um país capitalista, que vive da exploração alheia. Sendo um país que não saqueia nenhum outro. Parabéns a Cuba por priorizar o que é essencial (a vida humana) e não as ambições capitalistas.

      • Rafael diz:

        Crianças bem alimentadas e bem educadas que não podem ter outra visão política além da ditadura do proletariado. Sorte minha não ser uma dessas bem alimentadas e educadas crianças!

      • Crianças bem alimentadas e bem educadas, que conhecem a história do próprio país e também a desumanidade dos países capitalistas. Não há ditadura em Cuba. Há a verdadeira democracia. Não há protestos e nem violência. Só uma fraude de oposição financiada pelos imperialistas do Norte. Capitalismo é isso: os privilégios de poucos às custas da miséria e aniquilação de uma grande maioria e muita mentira para enganar os incautos.

  4. Guto diz:

    Democracia onde ? Fidel passou a chave do governo, como se estivesse passando a chave do seu carro…; Nao acredito que ainda há jovens que sao iludidos por essas historias, voce ja visitou cuba alguma vez na vida ?

    • Cuba adotou um sistema econômico e político no qual a dignidade de toda a população é o objetivo fundamental, ao contrário de muitas propaladas “democracias” onde o que prevalece, de fato, são interesses econômicos da minoria rica. Em Cuba não há desabrigados, nem famintos, nem gente fora das escolas. Não é à toa que tem dos IDHs mais altos do mundo. Em Cuba há eleições parlamentares, conselhos de bairros e por local de trabalho e toda a população participa dos debates que definem o futuro do país. Fidel é herói vivo de Cuba. Duvido que haja um presidente sequer das alegadas “democracias” que seja tão querido por seu povo quanto ele.

  5. Everaldo Uavniczak diz:

    Ótimo!!! Mas vejam outros dados alarmantes sobre Cuba:

    – Índice de Liberdade de Imprensa (166 de 178) – http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%8Dndice_de_Liberdade_de_Imprensa

    – Índice de Democracia (126 de 167) – http://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%8Dndice_de_Democracia

    Obrigado, prefiro os países capitalistas de livre mercado, que nos dois índices (dentre outros) estão entre os primeiros (quando falo de capitalismo não estou falando dos EUA, que adotam o falso capitalismo -> corporativismo). E vejam, os primeiros colocados nesses índices nem foram contemplados por este estudo.

    • Democracia e liberdade de imprensa no capitalismo? Nada mais falso. No capitalismo, quem exerce o poder político de fato são as elites econômicas. O mesmo acontece com a liberdade de expressão. Somente o empresariado é que tem voz na imprensa. O povo é alijado do poder político, bem como do direito à comunicação. Nossos grandes meios são todos parciais, tendenciosos, classistas, elitistas, defendem os interesses dos ricos e enganam a população. E Cuba é um país democrático sim, pois elege representantes e participa dos debates políticos. A população cubana é consciente, educada e respalda o modelo político e econômico. Em Cuba todos tem direito à moradia, alimentação, educação, saúde, cultura e lazer gratuitos. É um país seguro, ao contrário do caos de criminalidade que é característica de qualquer país capitalista (irracional). Então, sem sombra de dúvidas, prefiro Cuba onde os direitos humanos fundamentais são garantidos, ao contrário dos países capitalistas, onde os ricos vivem como reis e o povo pena e não usufrui praticamente nada de tudo que produz.

      • Everaldo Uavniczak diz:

        Bom, criticar o capitalismo em um país capitalista (ou corporativista, no caso dos EUA e do Brasil) é fácil…

        Quero ver criticar um regime comunista/socialista morando em um país que adote essa ideologia…

        E outra, o que acontece se eu for cubano e resolva migrar para outro país, simplesmente não posso, muitos tentaram sair e acabaram morrendo no oceano… Basta lembrar os boxeadores cubanos que tentaram fugir pelo Brasil nas olimpíadas e acabaram perseguidos e presos…

        Do que adianta ter moradia, etc se não se tem o mínimo de liberdade individual (exceto se pertencer ao partido que impõem a ditadura)?

      • Pode criticar o socialismo, sim. Em Cuba o debate político é aberto. O que se combate é a ação de grupos financiados pelo capitalismo para promoverem desestabilização, através de sabotagens e atos terroristas. Mas criticar pode sim. E também as pessoas não estão proibidas de irem a outro país. Só existe maior controle. Alguns casos tem que justificar a saída. Em outras situações, já há liberação automática. Quem são proibidos são os norte-americanos de irem a Cuba. Cuba será um país mais livre quando pararem as hostilidades que visam derrubar um regime político e econômico (socialismo) adotado e respaldado pela população. Quando terminarem os embargos econômicos, o bloqueio midiático, as agressões diplomáticas e as tentativas de sabotagem, aí certamente o país necessitará menos controle e menos vigilância. Mas enquanto persiste a intolerância dos países capitalistas, Cuba tem o direito de se proteger da índole imperialista e belicista inerente às potências coloniais dos dias atuais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s