Paraná fortalece laços de solidariedade com Cuba

Notícia publicada no site da Associação José Martí do Paraná – www.josemartipr.com

Convenção de Solidariedade a Cuba (Curitiba)A Associação Cultural José Martí do Paraná, em conjunto com o CEBRAPAZ, realizaram no dia 6 de maio, na cidade de Curitiba, a Convenção de Solidariedade a Cuba, com a presença do vice-chefe da embaixada de Cuba no Brasil Alexis Bandrich Vega e do cônsul-geral de Cuba no Brasil Lázaro Mendes Cabrera, com o objetivo de fortalecer as ações de solidariedade a Cuba no Paraná, congregando ativistas e entidades comprometidos com a causa cubana e socialista.
Na ocasião foi lançado o livro "Cuba, apesar do bloqueio" do jornalista Mario Augusto Jacobskind, que foi um dos palestrantes do evento. Também durante evento foi realizada mostra de fotografias feitas pelas pessoas que visitaram Cuba nas Viagens Culturais.
Tendo iniciado o debate, os palestrantes falaram sobre a situação atual do país, ressaltando a realização do 6o. Congresso do Partido Comunista de Cuba, que proporcionou um amplo debate entre os cidadãos e aprovou os Lineamentos da Política Econômica e Social do Partido e da Revolução, além de diversas medidas caracterizadas como uma revolução socialista dentro da revolução socialista. Segundo os palestrantes, as discussões do Congresso do Partido Comunista em Cuba estenderam-se por mais de cinco meses e envolveram 8 milhões de cubanos e cerca de dois mil delegados, num processo democrático e transparente. O Congresso enfatizou a firme manutenção do caráter socialista do modelo econômico, com mudanças que visam superar problemas enfrentados, de forma a garantir o futuro da revolução a partir da situação concreta do país e não de soluções copiadas mecanicamente de experiências similares em outros países.
Um dos aspectos abordados no debate foi o impacto da crise financeira mundial, que encareceu o preço dos alimentos, os quais ainda são importados em grande medida pelo país, tornando necessária a adoção de uma política de substituição de importações e a necessidade de incentivar a produção agrícola.
Outro aspecto tratado foi a abertura de alguns setores da economia, antes sob inteira responsabilidade estatal, para a atividade privada, mantendo-se todos os demais setores essenciais sob o controle do Estado. Além disso, foi constatada a necessidade de se corrigir algumas posturas que acentuavam o perfil paternalista do Estado e que geravam muitos custos, como por exemplo, nos serviços de saúde, onde medicamentos e procedimentos eram concedidos aos usuários sem muito rigor.No campo educacional, foi destacada a necessidade de direcionamento dos estudantes quanto às áreas de atuação no nível superior, de forma a se evitar o excesso de profissionais em certas áreas e a insuficiência em outras, um problema atual em Cuba.

Público presente na Convenção de Solidariedade a Cuba (Curitiba)

A campanha pela libertação dos cinco antiterroristas cubanos (Gerardo Hernández, Ramón Labañino, Antonio Guerrero, Fernando Gon zález e René González) presos en Miami desde setembro de 1998 foi um dos temas relevantes do debate, em que se ressaltou a importância da realização de ações efetivas de solidariedade, através de manifestos de apoio a essa causa e contato direto com autoridades nacionais e norte-americanas a fim de cobrar-lhes o fim dessa medida arbitrária, injusta e desumana. Foi proposto que em todo dia cinco de cada mês fossem feitas ações pela libertação dos cinco heróis.
Em consonância com o tema tratado em seu livro, o jornalista Mário Augusto Jacobskind abordou os efeitos do bloqueio econômico sobre Cuba, aprofundado nos dias de hoje, e principalmente sobre a campanha de isolamento e desinformação promovida pela mídia internacional. Nesse sentido, instou os presentes a romper o bloqueio midiático e fazer uso de meios não comerciais (comunitários) e outros veículos de comunicação, para levar ao público as informações verdadeiras sobre Cuba.
O debate contou com a participação do público, que apresentou seus posicionamentos e questionamentos aos palestrantes.
Ao final do evento foi apresentada a nova composição da Associação Cultural José Martí do Paraná e também lida e aprovada uma moção de apoio a Cuba e contra a atitude dos EUA de não realizar um julgamento verdadeiro contra os cinco heróis cubanos.

Mesa da Convenção de Solidariedade a Cuba (Curitiba)

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s