União Islâmica inicia campanha de ações judiciais contra Veja

A União Islâmica iniciou uma campanha para mover 50.000 ações judiciais contra a revista Veja, em resposta à edição intitulada “A Rede do Terror no Brasil”, que tratou de vincular o islamismo a supostas ações de grupos terroristas no Brasil. A campanha pretende recolher procurações para ajuizar ações de reparação de danos morais por difamação, calúnia e um tanto de outras agressões que recheiam a matéria da revista. Tais procurações devem ser preenchidas e enviadas a uma mesquita mais próxima. O modelo de procuração pode ser obtido aqui.

vocePode.jpg

Essa edição de Veja foi amplamente comentada e contestada em círculos jornalísticos, acadêmicos, políticos e, principalmente, entre a comunidade muçulmana. Além das notáveis distorções e imprecisões jornalísticas já características do veículo em questão, a publicação ocorre no momento em que se toma conhecimento da estratégia de difamação das religiões promovida pelos EUA, através de matérias encomendadas e pagas a veículos de imprensa brasileiros, entre eles a Veja, como revelou o Wikileaks.

Tal estratégia teria como um dos objetivos a defesa de uma lei anti-terrorista no Brasil que, como se sabe, não passaria de instrumento de perseguição política, nos moldes do que é adotado em todo o mundo contra indivíduos ou grupos que se opõem, de uma forma ou outra, às agressões imperialistas.

Além disso, pretende remover os obstáculos legais às ações de difamação das religiões.

O alvo da grande imprensa brasileira, voz mais evidente da direita nacional, certamente não se restringe aos muçulmanos. Afinal, quem já não ouviu chamarem o MST de grupo terrorista?

Trata-se da versão nacional da já desbotada “guerra ao terror” liderada pelos neoconservadores norte-americanos. É a tentativa de incluir o Brasil numa artificial guerra de religiões e implantar no país um tipo de perseguição política tipicamente fascista, baseada em preconceitos, estigmas e medos irracionais.

O resultado evidente de matérias como essa da revista Veja não parece ser outro que o de alimentar, de forma manipuladora, a desconfiança em território nacional, abrindo caminho para ações de intolerância religiosa.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s